Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by TEITOK
© Maarten Janssen, 2014-

Critérios de Edição

 Todos os textos são introduzidos por um cabeçalho que inclui os dados fundamentais para a identificação do texto.

 Todas as edições actualmente publicadas no Corpus são semi-diplomáticas.

 Todas as edições observam  as mesmas normas de transcrição. Certas particularidades dos manuscritos, podem, em cada caso, necessitar de maior esclarecimento ou normas específicas, que se apresentam em Notas  no cabeçalho introdutório ao  texto editado.

 Informação mais detalhada, nomeadamente bibliográfica, poderá colher-se na base de dados BITAGAP, para a qual remetem as referências Manid, cnum e Texid de cada texto.

 Constituem excepção dois textos hagiográficos cujos testemunhos não estão acessíveis, um porque se perdeu (Flos Sanctorum do séc.XV, fragmento de Santiago de Compostela), outro porque o suporte se encontra em mau estado e hoje na sua maior parte ilegível (Trasladação de S. Nicolau). Nestes dois casos, não sendo possível a transcrição a partir dos manuscritos, excepcionalmente serão transcritas as edições disponíveis.

Bibliografia citada nas notas aos textos:

Machado 1989 = Machado, José Pedro, Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa, 5 vols., 5ª ed., Lisboa, Horizonte, 1989.

 

                                                                        Normas de Transcrição

  1. As palavras são transcritas juntas ou separadas segundo a norma actual. Elisões em palavras hoje não contraídas são assinaladas por apóstrofe. As enclíticas serão separadas sem hífen.

  2. As abreviaturas são desenvolvidas e assinaladas a itálico. Quando exista variação gráfica em palavras abreviadas, as abreviaturas serão desenvolvidas segundo a forma plena mais frequente.  Aspectos particulares do desenvolvimento podem ser explicitados em cada texto, nas Notas do cabeçalho. O sinal tironiano é representado por e, sem itálico.

  3. São reproduzidos todos os sinais que possam ter valor fonológico (til sobre vogais duplas orais, plicas) mas não se o não tiverem (como as plicas sobre duplo ij). 
  4. Erros de cópia não são corrigidos no corpo do texto. Lições evidentemente erróneas podem ser assinaladas ou comentadas em nota.

  5. Acidentes materiais da escrita ou do suporte são descritos em nota. O subpontado com que os copistas eliminam erros de cópia será representado, em nota, por sublinhado.

  6. As notas ao texto são acessíveis pousando o cursor sobre o número respectivo.

♦ NOTA    Aos dois textos que não são transcritos directamente dos manuscritos não se aplicam estas Normas. Nestes casos será reproduzida a edição utilizada com todas as suas características.